Os que desejam o Céu e os que suportam a jornada

“Como são poucos, entretanto, os que conseguem, ou sequer compreendem a força do desejo que se faz necessária para produzir a iniciação! A bela tradição oriental fala do Mestre que manteve seu discípulo sob a água até que ele ficasse quase sem fôlego, e disse-lhe que, quando ele desejasse a luz tão fervorosamente quanto havia desejado o ar, o receberia. E a história ocidental fala do homem que vendeu tudo quanto tinha, a fim de comprar uma pérola de grande preço. Aquele que põe o pé no Caminho, pode nada levar consigo; nus viemos para o mundo, e nus o deixaremos, passando para uma consciência superior. Os “que desejam o céu” são muitos, mas os que suportam a jornada divina são poucos. É impossível tirar o maior proveito de ambos os mundos, porque onde nosso tesouro estiver, aí estará também o nosso coração.” (Dion Fortune)