Fogo, Água e Fôlego

“Três Mães: Alef, Mem, Shin
Na Alma, macho e fêmea,
São a cabeça, o ventre e o peito.
A cabeça é criada do Fogo.
O ventre é criado da Água,
e o peito, do Fôlego,
decide entre eles.”
 (Sêfer Ietzirá 3:6)

“O corpo humano é um microcosmo do Homem Supremo, Adam Kadmon. O Homem Supremo representa a disposição das Sefirot. A “Alma” mencionada nesse parágrafo também se refere à representação antropomórfica dessa disposição.

Na Árvore da Vida, Shin, é representada pela linha entre Chochmá e Biná, Alef, entre Chessed e Guevurá, Mem, entre Nêtsah e Hod. A linha superior representa a Cabeça, a linha central representa o Peito e a linha inferior representa o Ventre.

A Cabeça também representa o poder criativo do homem, correspondente ao Fogo. O Ventre é o poder receptivo do homem, representado pela água. O Peito e os pulmões devem tanto inalar quanto exalar, pertencendo, portanto, a ambos.

A cabeça (Shin) é considerada como o centro da consciência Biná, o assento do fluxo consciente de pensamentos. O funcionamento do ventre (Mem) é por outro lado, quase que completamente inconsciente, o que denota a consciência de Chochmá.

A respiração faz fronteira entre o consciente e o inconsciente. Geralmente respira-se inconscientemente, mas o fôlego também pode ser controlado conscientemente. A respiração (Alef) está, portanto, associada com ambas as consciências: Chochmá e Biná. Por isso as técnicas de controle da respiração são importantes para obter-se a transição entre os dois estados. Seu centro é no Peito”.

(Aryeh Kaplan)