A Natureza enquanto lampejo da origem do Fogo

“A Natureza pode ser considerada como um lampejo da origem do Fogo. É um estalo – uma região salina – quando parte para divisões infinitas, isto é, para a multiplicidade ou variedade do Poder e da Virtude. A multiplicidade dos Anjos e dos Espíritos e seus aspectos e operações também procederam dos Quatro Elementos no início dos tempos”.

(Jacob Boehme)